Cidade de Férias

Vernáculo Turístico – O lugar, dentro do lugar, a casa na aldeia –
O aldeamento turístico. 1960-1970.

Como se viu, a ideia de aldeamento turístico aparece nas grandes intervenções francesas do século XIX, no caso de Arcachon onde em 1865 se dá inicio à construção da “Ville D`Hiver” dos irmãos Pereire. Com uma dimensão aproximada dos 100 ha, dividida em 204 lotes, com hotel, casino e parque, prefigura um dos mais antigos aldeamentos turísticos de que tem conhecimento.

Em Portugal conhece-se a experiência da Granja, Vila Nova de Gaia, iniciada em 1860, e da Companhia do Monte Estoril, Cascais, iniciada em 1890.

Depois destas duas experiências no século XIX e cuja desenvolvimento entre pelo século XX adentro, ter-se-á de esperar pelos anos 40, em iniciativas como a de S. Pedro de Moel, 1947, que não prefigurando o aldeamento formal se ensaiam experiências semelhantes.
No entanto a cidade de férias formal só aparece em Portugal, no Algarve, nos anos 60 com a implementação de Vilamoura.

A atitude de retorno ao mar, à natureza, ao rural construído, a atitude atlântica portuguesa desenvolve-se neste período em todo o país, mas é sobretudo no Algarve que se vão experimentar novos modelos.

O processo turístico algarvio pode-se dividir em três modelos distintos, a cidade de férias, o aldeamento e o loteamento.
A cidade de férias como o caso de Vilamoura, primeira infra-estrutura turística de grandes dimensões a ser implementada em Portugal, é pensada e planeada como um todo independente, centrado num núcleo urbano de raiz ligado à actividade marítima, complementada por equipamentos desportivos variados onde sobressai a pratica do golfe. Esta ideia de campo e praia está no cerne da filosofia dos empreendedores. Alia-se a ideia de férias desportivas à diversão nocturna, de forma a propiciar ao utente um dia de bucólico recato em plena natureza, seja no campo ou no mar, com a possibilidade de diversões diurnas e nocturnas em contexto urbano de cidade que disponibiliza um conjunto de serviços e equipamentos variados, para a época, embora centrados nas actividades nocturnas. A marina, o golfe e o casino são os principais equipamentos onde se centram as restantes actividades. As formas do habitar distribuem-se de acordo com o modelo do aldeamento, pelo hotel, os blocos de apartamentos centrais e por moradias unifamiliares que vão constituindo unidades particulares independentes. Esta é uma das especificidades da filosofia das primeiras unidades turísticas em Portugal. O financiamento inicial faz-se pela venda de propriedades a particulares, lotes para moradias, ou parcela maior, aldeia ou loteamento, cuja gestão é feita pelo proprietário particular, que integra o condomínio geral do empreendimento, ou formaliza um condomínio fechado. Grandes espaços verdes de carácter desportivo semi-público envolvem todo o conjunto, dividindo as aldeias e o núcleo central da marina.
Em Portugal realizaram-se duas experiências de cidades de férias nos anos 60. Vilamoura, no Algarve, e Tróia, no concelho de Grândola, próximo de Lisboa. Tróia projectada no final dos anos 60, implementada no início dos anos 70 formaliza a única cidade de férias pensada para um turismo de massas, no qual a atitude do turismo comercial assume o conceito de indústria, e a filosofia do “time-sharing”, na qual o proprietário do empreendimento gere a totalidade do resort não existindo propriedade privada particular, e o conceito do aldeia é substituído pelos conjuntos de blocos de apartamentos e torres, num disperso contínuo.…], in

Eduardo Cardoso Mascarenhas de Lemos “Modelos urbanos e a formação da cidade balnear. Portugal e a Europa”, policopiado, tese de doutoramento em Arquitectura, especialidade de Planeamento Urbano, Faculdade de Arquitectura da Universidade de Wroclaw, Polónia, 2006

in http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=411187

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: